Bebês & Crianças Nossos Produtos Saúde

A pele do bebê pede cuidados especiais

O recém-nascido é submetido a um processo de adaptação ao ambiente extrauterino desde o momento em que nasce. O mesmo acontece com a pele desse recém-nascido que apresenta-se sensível, fina e frágil, necessitando de cuidados especiais para manter-se íntegra e saudável. A fragilidade da pele do bebê deve-se às suas características próprias como:

Pouca espessura: é uma pele bem mais fina que a pele de um adulto. O extrato córneo, camada de queratina que recobre a pele, também é muito fina, oferecendo pouca proteção a agentes físicos (traumas) e químicos. Substâncias tóxicas aplicadas sobre a pele podem não só causar dermatites, como também podem ser absorvidas e chegar ao sistema sanguíneo, causando reações sistêmicas.

Barreira cutâneaainda não exerce a sua função de proteção de forma eficiente, porque as glândulas que produzem o suor e sebo, responsáveis por formar essa barreira, ainda estão imaturas. A função de barreira da pele continua a se desenvolver até por volta dos 12 meses após o nascimento. Enquanto isso a pele do bebê está mais susceptível à ação de micro-organismos causadores de dermatites e à maior perda transepidérmica de água.

Pouca gordura subcutânea: oferecendo pouco isolamento térmico, daí a necessidade de se agasalhar bem o bebê nos primeiros meses de vida.

Agora que você já conhece as características da pele do seu bebê, não deixe de hidratá-la de maneira certa e segura: acerte na escolha do hidratante ideal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *